sexta-feira, 27 de julho de 2012

Londres 2012 - Já começou!

Como eu disse anteriormente, Londres irá receber milhares de pessoas nos Jogos Olímpicos, cuja cerimónia de abertura irá ter lugar às 21h de hoje (sexta-feira dia 27).
Algumas cabeças coroadas já se encontram na capital inglesa.
Ontem a tocha olímpica percorreu as ruas de Londres depois de ter deixado Atenas a 17 de Maio de 2012 em direcção a Londres. A tocha percorreu terra, céu e mar para chegar a terras de Sua Majestade sem nunca se apagar.
Depois de passar por mais de mil cidades pelo Reino Unido em 70 dias, a chama dos Jogos encerrará o seu percurso no Estádio Olímpico. 
Ontem  alguns membros da realeza tiveram o prazer de ver uma passagem de testemunho da tocha e no caso de Frederik da Dinamarca, ser um dos portadores da chama olímpica em pleno percurso.
O herdeiro da coroa Dinamarquesa transportou a tocha pelo famoso bairro de Notting Hill e confessou que "a atmosfera foi muito boa, e que tinha sido uma experiência única".


Já no Palácio de Buckigham, no ponto alto do dia de ontem, a tocha foi recebida pelos Duques de Cambridge e pelo Principe Harry, embaixadores da equipa olímpica britânica.
Vestidos a rigor, foi visivel nas suas expressões a certeza de que estavam a presenciar um momento histórico.


Enquanto isso os Príncipes Albert II e Charlene do Mónaco inauguraram ontem também  a "Maison de Monaco", que é como quem diz "A Casa do Mónaco", que vai servir de sede do Principado do Mónaco durante estes Jogos Olímpicos. Nesta sede estará em exibição uma colecção de 15 tochas olímpicas pertencentes a Albert II. Em caso de falta de electricidade, o Albert está prevenido! :)


Quem também está por Londres é o casal herdeiro belga com os seus quatro filhos.
Philippe e Mathilde, Duques de Brabant deixaram-se fotografar nos Jardins Londrinos, com Elisabeth, Gabriel, Emmanuel e Eléonor. A familia irá assisitr ao evento desportivo e aguardam-se muitas fotos deliciosas dos petizes a torcer pela equipa belga.



Sabe-se que o Luxembrugo também se fará representar neste evento pelo herdeiro Guillaume e pela sua noiva, a Condessa Stéphanie de Lannoy.

A cerimónia de abertura será esta noite, às 21h. Nisto os portugueses têm sorte: temos o mesmo fuso horário que os ingleses, portanto podemos ver a cerimónia em directo sem cometer grandes trocas de sono.
Amanhã de certo que haverá fotografias da realeza que esteve presente na Abertura!! 

Bom fim-de-semana!!

quarta-feira, 25 de julho de 2012

Os Jogos Olímpicos e a Realeza - Parte 2

Anteriormente publiquei o primeiro post sobre o tema, dada a proximidade do arranque das Jogos Olímpicos em Londres.
É conhecida a proximidade que alguns membros da realeza têm por estes eventos. Já falei de países como a Dinamarca, Espanha e Holanda e das suas gentes.
Hoje é tempo para os restantes. Espero que gostem.

Suécia

Outra história de amor que começou nuns Jogos Olímpicos. Desta vez em Munique no ano de 1972. Silvia Sommerlath estava a trabalhar como interprete no evento, e foi ai que conheceu o então Príncipe herdeiro da Suécia Carl Gustav, a quem viria a acompanhar durante toda a Olimpíada.
São conhecidas algumas fotografias de Silvia nos JO desse ano, nomeadamente na cerimónia de entrega de medalhas e uma fotografia também em que aparece com aquele que viria a ser o seu marido.


Silvia Sommerlath  e Príncipe Carl Gustav da Suécia

Com o passar dos anos continuam a ser os Reis da Suécia a representar este pais neste evento desportivo, geralmente acompanhados por outros casais reais e pelo filho Carl Philip. A princesa Victória costuma acompanhar a equipa paraolímpica.

Nos Jogos Olímpicos de Inverno, Turim 2006
Príncipe Carl Philip e o Rei Carl Gustav da Suécia

Os Reis nis jogos Olímpicos e a Princesa Victoria nos Paraolímpicos de Beijing em 2008.





Nos Jogos Olímpicos de Inverno em Vancouver 2010, onde se cruzaram com Albert II do Mónaco e a sua então namorado Charlene Wittstock.



Este ano estão confirmadas as presenças dos Príncipes Victoria, Daniel e Carl Philip em Londres de 30 de Julho a 3 de Agosto. Uma novidade, mas nem por isso uma surpresa dada a ligação de Daniel ao desporto (era personal trainer da Princesa, quando se conheceram). Os Reis chegarão apenas a 7 de Agosto e ficarão pela capital inglesa até ao fim do evento.


Mónaco
Para falarmos da ligação olímpica desta família temos que recuar até aos JO de Antuérpia em 1920, em que Jack Kelly, pai da malograda Princesa Grace, ganhou duas medalhas de ouro na modalidade de Remo, em duas categorias. Nas Olimpíadas de Paris em 1924, repetiu o feito ganhando mais uma medalha de ouro, fazendo dele o primeiro atleta olímpico a ganhar três medalhas de ouro na categoria de Remo.
Jack Kelly

Mais tarde o sue filho John Kelly, irmão da Princesa Grace, seguiria a suas pisadas ganhando uma medalha de bronze nos JO de Melbourne em 1956. Antes disso já tinha competido em 1948 nos JO de Londres e nos JO de Helsínqui  em 1952.
John Kelly

A sua última competição foi nos JO de Roma em 1960, em que os Principes Rainier e Grace compareceram.

O actua monarca do Mónaco, Albert II, tem um historial curioso de Jogos Olímpicos. Participou de competições de bobsleigh nos Jogos Olímpicos de Inverno de 1988, 1992, 1994, 1998 e 2002. E perguntam vocês: “o que é bobsleigh?”Pois eu também não sabia e fui pesquisar. Ora bobsleigh, bobsled ou bobsledge é um desporto de inverno no qual equipas de duas ou quatro pessoas realizam, por meio de um trenó, descidas cronometradas numa pista de gelo sinuosa e estreita especialmente construída para a competição. O trenó é movido pela força da gravidade, e pode atingir velocidades de até 150 km/h.
Príncipe Albert II do Mónaco


Desde 1924, o bobsleigh faz parte dos Jogos Olímpicos de Inverno, como uma competição para equipas masculinas de quatro pessoas. Em 1932, foi adicionada uma segunda modalidade, para equipas compostas por dois homens.

Curioso, não é? As coisas que eu aprendo a escrever para vocês….

Alberto II é membro do Comité Olímpico Internacional desde o ano de 1985.
Com um historial destes, nada mais óbvio do que casar com uma também atleta olímpica.

Charlene Wittstock participou nos JO de Sydney 2000 na modalidade de natação, em representação da África do Sul, tendo conquistado um honroso 5º lugar na categoria de equipas. 
Charlene Wittstock em plena competição nos Jogos Olímpicos de Sydney em 2000


Ainda competiu para as qualificações dos JO de Beijing em 2008, que por sinal conseguiu,  mas decidiu afastar-se da competição em 2007. Já desde 2006 que era vista na companhia de Albert II.
O seu gosto e ligação pela modalidade não diminuiu, tendo inclusive convidado a equipa olímpica sul-africana de natação para uma pequeno estágio no Mónaco antes de seguirem para Londres.

Princesa Charlene do Mónaco com a quipa olímpica sul-africana de natação

Fora isso, o casal é presença assídua tanto nos Jogos de Verão como de Inverno.

Turim, JO de Inverno 2006. Muito divertidos.

Beijing, JO de Verão 2008. Amorosos.

E em Vancouver nos JO de Inverno em 2010.


Ambos estarão presentes em Londres, logo na Cerimónia de abertura a 27 de Julho.



Noruega
Vem da Noruega a primeira medalha ganha por um membro da realeza. Nos Jogos Olímpicos de Antuérpia em 1928, o Principe Olaf, pai do actual monarca ganhou a medalha de ouro na modalidade de Vela, classe de 6 metros.

Em 1952 decorreu em Oslo os JO de Inverno. Foi a primeira vez que cerimónia de abertura foi presidada por uma mulher. Neste caso a Princesa Ragnhild, irmã mais velha do actual monarca. O planeado era ser o avô, o rei Haakon VII a fazer as honras, mas ele encontrava-se em Londres para as Cerimónias Fúnebres do rei George VI, pai da Rainha Elizabeth II, que tinha falecido 8 dias antes.
Princesa Ragnhild

O actual monarca o Rei Harlad V  é um amante da vela. Transportou a bandeira da Noruega nos Jogos Olímpicos de Tóquio 1964. 
Participou também dos jogos da Cidade do México 1968 e Munique 1972. Venceu duas importantes regatas em 1968 e em 1972, a de Gullpokalen e a de Kiel, respectivamente. Foi o segundo classificado no campeonato do mundo de meia tonelada, em 1982. Em 1988, venceu, com a sua tripulação, uma regata em San Francisco. Em 2005, venceu, com a sua tripulação, o campeonato da Europa em meia vela, com o barco "Fram XV".
Em 1994, a Noruega foi a anfitriã pela segunda vez dos JO de Inverno, desta vez na localidade de Lillehamer .
A Familia Real chegou de trenó à cerimónia de abertura, na qual o Principe Haakon teve a honra de acender a tocha olímpica dando inicio às Olimpíadas.
Da esquerda para a direita: princesa Martha Louise, Príncipe Haakon, Rainha Sonja e Rei Harald V da Noruega


São igualmente uma presença assídua nas várias edições dos JO.

Em Turim, 2006 
Principe Haakon da Noruega com o seu primo PrincipeFrederik da Dinamarca

Os Reis Harald e Sonja em Beijing 2008.



Em Vancouver 2010.
Príncipe Haakon da Noruega



Este ano está confirmada a presença  dos Principes Herdeiros Haakon e Matte-Marit.
Seria engraçado que fossem acompanhados pelos filhos.


Por último a anfitriã:


Grã-Bretanha
A receber os Jogos Olímpicos este ano, a cidade de Londres prepara-se para receber mais uma vez milhares de pessoas.
Ainda a comemorar o Jubileu de Diamante da Rainha Elizabeth II, a família real britânica será representada durante o evento por vários membros.
Recepção da Tocha Olímpica do Castelo de Windsor pela Rainha Elizabeth II e pelo Príncipe Philip

Os Duques de Cambridge e o Príncipe Henry são embaixadores da equipa britânica e estarão presentes e marcarão presença em cerca de 30 eventos durante os JO. Apaixonados por desporto, sendo o pólo uma grande paixão partilhada pelos dois irmãos, William e Henry contam com o charme e simpatia da nova Duquesa de Cambridge para animar as hostes britânicas. O calendário de  eventos em que este trio marcará presença pode ser visto aqui.
Da esquerda para a direita: Príncipe Henry, Duquesa Catherine e  Príncipe William

Catherine, também ela adepta das práticas desportistas, foi atleta de Hóquei nos seus tempos de escola. Recentemente a duquesa esteve com a equipa olímpica desta modalidade e aproveitou para matar saudades e fazer o gosto ao taco.



O entusiasmo da família real com este evento desportivo é ainda maior, já que um do seus, irá competir. Zara Philips, filha da Princesa Anne, e neta da Rainha Elizabeth II, integra a equipa olímpica britânica na modalidade de Hipismo, com o seu cavalo High Kingdom. Apropriado!

Zara Philips

Zara segue desta forma os passos da sua mãe, que no JO de Montreal em 1976 fez parte da equipa olímpica equestre, montando Goodwill, um dos cavalos da Rainha. 
Princesa Anne em plena competição nos Jogos Olímpicos de Montreal em 1976

Foi através desta modalidade que a Princesa Anne conheceu Mark Philips, pai dos seus dois filhos. Também ele viria a participar nos JO de Munique em 1972, onde ganhou uma medalha de ouro, e nos JO de 1988 em Seul, onde também ganhou uma medalha, desta vez de prata!
Mark Philips e Princesa Anne

 Zara tem pois elevadas expectativas para esta competição.

Aguardamos ansiosamente pelas demonstrações de apoio da realeza britânica. A avaliar pelo Jubileu, o orgulho será a nota dominante.

Let the games begin.



Os Jogos Olímpicos e a Realeza - Parte 1


Os Jogos Olímpicos de Londres estão à porta.
Todos os caminhos irão dar a Londres. Um frase que bem poderia ser verdade desde Novembro de 2010 quando foi anunciado o noivado do Principe William com Catherine Middleton. Desde o anúncio do noivado, passando pelo casamento real a 29 de Abril de 2011, até às celebrações do Jubileu de Diamante da Rainha Elizabeth II, durante este ano, a verdade é que não será por acaso que o maior evento desportivo de todos os tempos tenha lugar em Londres. Os cofres britânicos agradecem...
Os Jogos Olímpicos sempre foram assistidos por milhões em todo o mundo. O mundo da realeza não é excepção, até porque alguns membros parecem ter uma relação muito especial com este evento, quer por terem  participado enquanto atletas, quer por terem conhecido neste evento a pessoa com quem iriam protagonizar a História das suas vidas, ou inclusive ambos. Muitos monarcas e herdeiros fazem parte dos Comités Olímpicos dos seus países, não sendo por isso surpresa que Londres venha a ter, por estes dias, a maior concentração de cabeças coroadas por km2, pela segunda vez num ano.

Passamos em revista a maneira como os Jogos Olimpicos fazem parte da vida dos protagonistas de Tesouras&Tiaras

Dinamarca
Ora é do conhecimento geral que Frederik da Dinamarca conheceu a sua esposa, Mary Donaldson dos Jogos Olímpicos de Sydney em 2000. Conheceram-se num bar, e nunca mais se separaram desde ai. Este evento desportivo tem pois muito significado para ambos.

Príncipe Frederik com o seu irmão Joachim nos Jogos Olímpicos de Sydney em 2000


Como amantes do desporto, obviamente que nas edições que se seguiram, já casados,  foi vê-los a torcer pelas cores da Dinamarca (e talvez da Austrália também) nos Jogos Olimpicos de Athenas 2004 (com a Rainha Margrethe II)
Da esquerda para a direita: rainha Margrethe II, princesa Mary e Príncipe Frederik


Nos jogos Olimpicos de Beijing em 2008.


E nos Jogos Olimpicos de Inverno em Vancouver 2010.


Não só F&M são fãs dos JO, na família real dinamarquesa. Em Janeiro de 2010, tiveram lugar em Innsbruck, Austria, os Jogos Olimpicos para Juvenis. O principe Nikolai, filho mais velho do Principe Joachim e da sua primeira mulher, a Condessa Alexandra, representou a Dinamarca, juntamente com outras crianças.
Principe Nikolai da Dinamarca



Em 2012, em Londres estão confirmadas as presenças da Rainha Margrethe II, do Príncipe Henrik, do Príncipe Frederik com a Princesa Mary, que estarão na Cerimónia de Abertura. Os Príncipes Joachim e Marie virão mais tarde. 
E todos ficarão a bordo do Iate Real Dannenbrog. Grande estilo!!

Espanha ( e Grécia)
Por onde começar? Este país tem uma grande tradição nos Jogos Olímpicos. É conhecida a paixão que a família real tem pelo desporto no geral, e por os desportos náuticos em particular. É comum vermos o Rei Juan Carlos, o Príncipe Felipe e a Infanta Cristina a participarem em regatas de Verão em Palma de Maiorca. Não é pois por acaso, que alguns deles tenham inclusive participado em algumas edições dos JO. 

A ainda então Princesa Sofia da Grécia participou em 1960 nas Olimpíadas de Roma, fazendo parte da equipa de Vela (não encontrei fotografias do evento). Dois anos depois casou com Juan Carlos de Espanha, e o seu gosto pela vela manteve-se, até porque é um gosto partilhado pelo marido.
Rainha Sofia de Espanha

O seu irmão, o Príncipe Constantino da Grécia, também participou nesta competição em 1960, trazendo para casa a medalha de ouro em vela na classe dragon. Constantino subiu ao trono em 1964 e foi exilado em 1973, quando a monarquia na Grécia foi abolida.

Principe Constantino da Grécia com a sua medalha de ouro

O próprio Rei, quando ainda era herdeiro aparente do trono, participou em 1972 nos JO de Munique, tendo obtido um 15º lugar na competição de Vela. Não tenho fotografias do evento, infelizmente :(
Rei Juan Carlos de Espanha

O Príncipe Felipe, também ele praticante exímio de Vela, fez parte da equipa olímpica que em 1992 representou Espanha, em Barcelona. Contando com o factor casa, foi um orgulho para toda a família ver Felipe como porta-bandeira da equipa Olímpica na cerimónia de abertura. A qualidade do vídeo não é das melhores, mas dá para ter uma ideia.


Depois disso Felipe tem marcado presença em várias edições nos JO, juntamente com a sua mulher, Letizia, e alguns familiares,  como foi o caso dos Jogos Olímpicos de Beijing 2008.
Príncipe Felipe e Princesa Letizia em Beijing 2008


Príncipe Felipe partilhando uma piada com o seu tio ex-atleta/ex-rei medalhado Constantino da Grécia. Ao lado a Rainha Anne-Marie da Grécia, esposa e Constantino e irmã da Rainha Margrethe II da Dinamarca


Príncipe Felipe com a sua irmã Cristina


A Infanta Cristina também foi porta-bandeira da equipa olímpica espanhola em 1988 nas Olimpíadas de Seul, em que integrou a equipa de Vela. 

Foi também numa edição dos Jogos Olímpicos, Atlanta 1996 que Cristina conheceu o seu marido, jogador da selecção espanhola de andebol Inaki Urdangarin y Liebaert.

 Inaki ganhou a medalha de bronze nesta competição e repetiu o feito em  Sydney 2000. 
Infanta Cristina de Espanha e Inaki Urdangarin

Cristina sempre apoiou o marido entusiasticamente.

Juan Valentín Urdangarin y Borbón, filho mais velho de Cristina e Inaki, ao colo da Rainha Sofia de Espanha, a olhar muito surpreendido para a sua mãe, Cristina.


E parece que assim continua, apesar dos escândalos...


Holanda
Os únicos Jogos Olímpicos que tiveram lugar na Holanda, foram em Amesterdão no longínquo ano de 1928, ainda Wilhelmina era Rainha.
Actualmente são os príncipes de Orange, Willem-Alexander e Maxima que se fazem representar nos JO, tanto de Verão como de Inverno. E não precisam de mais ninguém, porque este casal por si só faz a festa! :)

Em 2006 assistiram aos JO de Inverno em Turim, acompanhados das suas filhas, as Princesas Catharina-Amalia de 3 anos e a Princesa Alexia de apenas um ano.


Em 2008, em Beijing, também lá estiveram. E apoio não faltou...





Finalmente em 2010, nos JO de Inverno, a família estava entusiasticamente completa com a presença da Princesa Ariane.


Os príncipes de Orange com as suas três filhas: Catharina-Amalia, em frente de pé, Alexia ao colo da mãe e a pequena Ariane às cavalitas do pai. O rei Constantino da Grécia, à esquerda, observa a cena. 

Este ano em Londres, estão confirmadas as presenças do casal e das suas três filhas. Entusiastas como sempre, de certeza!!

Por hoje é tudo. 

Brevemente Os Jogos Olímpicos e a Realeza - Parte 2