William, Catherine & Harry #OKtoSay

Olá a todos! Ora bem, não me quero alargar muito com o post seguinte porque tenho a certeza que blogs especializados na Duquesa de Cambridge fizeram um trabalho fantástico no que diz respeito a esta última semana. Quero sim dar a minha perspectiva sobre o trabalho desenvolvido pelo Duque e Duquesa de Cambridge e pelo Principe Harry no apoio da campanha Heads Together sobre a Saúde Mental que culminou ontem na Maratona de Londres.
Hello Guys! Now, I do not want to go too far with the next post because I'm sure that blogs specializing in the Duchess of Cambridge did a fantastic job during the last week. I want to give my perspective on the work of the Duke and Duchess of Cambridge and Prince Harry in support of the Heads Together campaign on mental health that culminated yesterday in the London Marathon.


Na semana passada foi divulgado um vídeo no qual William, Catherine e Harry se sentam numa mesa de piquenique nos Jardins do Palácio de Kensington e falam sobre as motivações dos três no envolvimento na campanha Heads Together e no interesse sobre a Saúde Mental no geral. Os três verificaram que a saúde mental era ainda um tema tabu e um tópico em comum no trabalho desenvolvido pelos três em diferentes áreas de intervenção com diferentes organizações. Ao que parece a ideia dos três se juntarem para colocarem a saúde mental e a sua desmistificação em cima da mesa, partiu da Duquesa.
Last week a video was released in which William, Catherine and Harry sit at a picnic table in the Gardens of Kensington Palace and talk about their motivations for involvement in the Heads Together campaign and interest in Mental Health in general. The three found that mental health was still a taboo subject and a common topic in the work developed by the three in different areas of intervention with different organizations. It seems that the idea of ​​the three coming together to put mental health and its demystification on the table, came up from the Duchess.


Esta foi a intervenção mais pessoal e relaxada do trio do Palácio de Kensington em relação ao tema. Gostei principalmente que Catherine tivesse uma grande intervenção no video, onde confessou que teve problemas de adaptação com a maternidade, principalmente após o nascimento do primeiro filho. William também confessou que o seu trabalho enquanto piloto de helicópteros de emergência o faz "trazer muitas histórias pesadas para casa". Gostei disso tudo, MAS continuo a achar que William e Catherine falam aqui de questões que podem ser, certamente, difíceis de gerir, pois advêm de uma mudança /adaptação mas que NÃO SÃO problemas de saúde mental. A não ser que algum deles tenha culminado em depressão, stress pós-traumático, não devemos confundir adaptações e situações menos boas do dia-a-dia com o drama e a seriedade de um problema de saúde mental. Porque se o fizermos corremos o risco de toda a gente se sentir inútil, incapaz de lidar com determinadas situações e encarar meras dificuldades como um grave problema de saúde.
This was the most personal and relaxed intervention of the Kensington Palace trio in relation to the theme. I especially liked that Catherine had a great intervention in the video, where she confessed that she had problems of adaptation with maternity, mainly after the birth of her first child. William also confessed that his work as an emergency helicopter pilot makes him "bring many heavy stories home". I like all of this, BUT I still think that William and Catherine talk about issues that can be difficult to manage, because they come from a change / adaptation but are NOT mental health problems. Unless some of them have culminated in depression, post-traumatic stress, we should not confuse adaptations and less positive everyday situations with the drama and seriousness of a mental health problem. Because if we do we run the risk of everyone feeling useless, unable to deal with certain situations and take mere difficulties as a serious health problem.



Mas claro que é importante falar disso. A Duquesa de Cambridge, enquanto figura pública, admitir que, enquanto mãe, teve dificuldade em adaptar-se à realidade da maternidade ao ponto de "não fazer ideia do que estava a fazer", é super importante. E certamente várias mães de primeira viagem se identificaram fortemente com as suas palavras. E isso é tudo de bom! E isso PODE fazer com que determinadas mães encarem as dificuldades e emoções díspares que sentem com naturalidade antes que a dificuldade em adaptação a um novo estado de vida culmine em algo mais sério.
But of course it's important to talk about it. The Duchess of Cambridge, as a public figure, to admit that as a mother she had difficulty adapting to the reality of motherhood to the point of "having no idea what she was doing" is super important. And certainly several first-time mothers identified themselves strongly with her words. And that's all good! And this CAN make certain mothers see the difficulties and emotions they feel as natural before the difficulty in adapting to a new state of life culminates in something more serious.



Mas a grande contribuição pessoal ao tema veio do Príncipe Harry dias antes da divulgação deste video. Numa entrevista a Bryony Gordon, Harry confessou que não falou da morte da sua mãe, a Princesa de Gales, durante anos, o que culminou em "anos de caos total" quando ele estava na casa dos 20's. Durante quase 20 anos Harry confessou que fechou todas as suas emoções e que sofria de ansiedade em compromissos oficiais, e que a sua atitude era violenta como se tivesse "a pontos de bater em alguém". Harry confessou que esteve à beira de um "colapso nervoso" e que foi a conselho do seu irmão William, que procurou apoio psicológico quando tinha 28 anos.
But the great personal contribution to the theme came from Prince Harry days before the release of this video. In an interview with Bryony Gordon, Harry confessed that he did not speak of the death of his mother, the Princess of Wales, for years, which culminated in "years of total chaos" when he was in his twenties. For almost 20 years Harry confessed that he closed all his emotions and that he suffered from anxiety in official appointments, and that his attitude was violent as if he was "on the verge of punching someone". Harry confessed that he was on the verge of a "nervous breakdown" and that it was on the advice of his brother William, he sought psychological support when he was 28 years old.




Obviamente que esta entrevista levantou imediatamente um onda de comparação em como Harry contribui de uma forma mais real e pessoal com esta causa, em detrimento do irmão e da cunhada. E isso cansou-me. Muito! Na minha opinião, os três deram contributos muito grandes e importantes ao tema da saúde mental. Cada um à sua maneira. Como falei acima, não concordo com a maneira como William e Catherine expõem muitas vezes o tema, mas consigo perceber a sua intenção. Não faz sentido dado o impacto que esta campanha e acção teve em milhares de pessoas por todo o mundo, apontar o dedo e a deixar que preferências pessoais nos impeçam de ver o quadro maior, que é fazer com que as pessoas se apercebam que qualquer pessoa pode experenciar problemas de saúde mental e que é importante que as pessoas se sintam seguras e confortáveis para falarem com alguém próximo sobre o tema. William e Catherine não deram contributos tão pessoais sobre o tema provavelmente, porque FELIZMENTE não passaram por situações tão graves como Harry passou. E também isso é #Okdizer.
Obviously this interview immediately raised a wave of comparison in how Harry contributes in a more real and personal way to this cause, to the detriment of his brother and sister-in-law. And that got me tired. A Lot! In my opinion, the three gave very large and important contributions to the subject of mental health. Each in their own way. As I said above, I disagree with the way William and Catherine often expound the theme, but I can see their intention. It does not make sense given the impact this campaign and action has had on thousands of people all over the world, pointing fingers and letting personal preferences keep us from seeing the bigger picture, which is to make people realize that anyone can experience mental health problems and that it is important for people to feel safe and comfortable to talk to someone close about it. William and Catherine did not make such personal contributions on the subject, probably because they HAPPILY did not go through such serious situations as Harry did. And also this is  #OktoSay.



É suficiente? Certamente não. Mas é um grande passo. Demorei muito a perceber o conceito desta campanha e os objectivos dos Cambridges e do Harry nesta matéria, mas olhando bem para o conceito da Heads Together e para o impacto que teve, nomeadamente nas redes sociais, conclui que que o seu objectivo foi atingido: as pessoas estão a falar sobre o assunto. Centenas de jornalistas, bloggers, figuras públicas e pessoas comuns contaram as suas experiências e deram tempo de antena a um tema tão importante como qualquer outra causa. Vários comentários em blogs que sigo evoluíram para trocas de experiência, pontos de vista e opiniões que foram muito mais além do que qualificar como certa ou errada uma determinada abordagem. As pessoas falaram sobre o assunto de forma quase terapêutica e o poder disso é incrível! Isso é uma coisa boa!
Is it enough? Certainly not. But it's a big step. It took me a long time to realize the concept of this campaign and the objectives of Cambridges and Harry in this matter, but looking at the concept of Heads Together and the impact it has had, namely on social networks, I concluded that its objective has been achieved: People are talking about it. Hundreds of journalists, bloggers, public figures and ordinary people shared their experiences and gave time to an issue as important as any other cause. Various comments on blogs that I follow evolved to exchanges of experience, views and opinions that went much further than qualifying as right or wrong a particular approach. People talked about it almost therapeutically, and the power of it is incredible! That's a good thing!




E gosto de acreditar que isto é só o começo!!!
And I like to believe that this is just the beginning !!!



Obrigada William, Catherine e Harry!
Thank you William, Catherine and Harry!


Comentários

Mensagens populares