Mary na estreia mundial de "Jaha's Promise" / Mary at the world premiere of "Jaha's Promise"

Ontem a Princesa da Coroa Mary da Dinamarca compareceu à estreia mundial do Documentário "Jaha's Promise", na abertura do Festival de Documentários CPH:DOX.
Yesterday Crown Princess Mary of Denmark attended the world premiere of the Documentary "Jaha's Promise" at the opening of the CPH: DOX Documentary Festival.


O documentário, realizado por Patrick Farrely e Kate O'Callaghan conta a história de uma jovem mulher, Jaha Dukureh que foi genitalmente mutilada em bebé, cujo casamento foi arranjado aos 8 anos de idade e que casou aos 15, com um homem de 40 anos em Nova York. Jaha, que desempenha o seu próprio papel no filme, entra numa luta pelo seu próprio corpo e enfrenta o seu pai, a classe política, e a sociedade para difundir pelo mundo a existência da prática de mutilação genital feminina no Gâmbia.
The documentary by Patrick Farrely and Kate O'Callaghan tells the story of a young woman, Jaha Dukureh who was genitally mutilated as a baby, whose marriage was arranged when she was 8 and who married at age 15 to a 40-years old man in New York.  Jaha, who plays her own part in the film, enters a fight for her own body and confronts her father, the political class, and society to spread the existence of the practice of female genital mutilation in The Gambia.



Mary pousou na passadeira vermelha com a mulher que inspirou este documentário e que o protagonizou, juntamente com a filha de Jaha, Khadija . Ao lado a Directora do Festival Tina Fisher com a sua filha.
Mary posed on the red carpet with the woman who inspired and starred this documentary along with Jaha's daughter, Khadija . Next to them, the Festival Director Tina Fisher with her daughter.


No final da apresentação do Documentário Jaha disse algumas palavras onde não poupou elogios à Princesa da Coroa dinamarquesa:
At the end of the presentation of the Documentary Jaha said a few words where she spared no compliments to the Danish Crown Princess:
"Desde o momento que a conheci ela continua a inspirar-me e eu quero que vocês saibam disso. Agradeço imenso todo o apoio que ela me deu. Para uma rapariga do Gâmbia como eu, vir à Dinamarca pela primeira vez e saber que a vossa Princesa sabe quem eu sou, conhece o meu trabalho, e não menos que isso, ter a minha filha hoje sentada ao lado dela, é ainda mais fantástico!" 
"From the moment I met her she continues to inspire me and I want you to know that. I thank her immensely for all the support she gave me. For a girl from The Gambia like me, come to Denmark for the first time and know that your Princess knows who I am, knows my what I do, and no less than that, having my daughter sitting next to her today is even more awsome! "


Jaha Dukureh é fundadora da Organização Safe Hands for Girls. Fundada em 2013 na sala de estar de sua casa, o seu principal objectivo é colocar um fim na Mutilação Genital Feminina (MGF). Oferece apoio a todas as  mulheres e meninas que são sobreviventes desta prática e dá voz às dolorosas consequências físicas e psicológicas que estas sobreviventes sofrem a longo prazo.
Jaha Dukureh is the founder of the Safe Hands for Girls Organization. Founded in 2013 in ther living room, its main goal is to put an end to Female Genital Mutilation (FGM). It offers support to all women and girls who are survivors of this practice and gives voice to the painful physical and psychological consequences that these survivors suffer in the long run.

Safe Hands for Girls

Esta organização pretende que este assunto e outras formas de violência contra as mulheres sejam cada vez mais falados e conhecidos, através da educação e campanhas de defesa e liderança jovem, porque toda e qualquer forma de violência contra as mulheres impede que várias mulheres em todo o mundo atinjam o seu máximo potencial humano, como mulheres e como membros da suas comunidades e sociedade.
This organization intends that this issue and other forms of violence against women be increasingly talked about and known through education, advocacy and youth leadership campaigns, because any form of violence against women prevents many women worldwide to reach their full human potential, as women and as members of their communities and society.




Mary, ávida defensora da igualdade de direitos entre géneros, não poderia deixar de estar presente neste documentário que retrata apenas uma das muitas histórias por contar de milhões de meninas e mulheres por todo o mundo que são ainda vítimas deste tipo de violência.
Mary, an avid advocate of gender equality, could not fail to be present in this documentary that portrays only one of the many stories to tell of millions of girls and women around the world who are still victims of this type of violence. 


Estima-se que cerca de 200 milhões de mulheres vivem com as consequências devastadoras da MGF, uma prática ainda recorrente em 30 países do mundo.
An estimated 200 million women are living with the devastating consequences of FGM, a practice still prevalent in 30 countries around the world.


Comentários

Mensagens populares