Há algo de diferente no Mónaco...

Eu já aqui disse que não morro de amores por esta família real.
Em termos de princesas de título, propriamente dito, nenhuma das actuais me desperta a atenção quer em estilo, carisma ou aparente (sim, porque posso apenas especular) simpatia.
A actual Princesa soberana do Rochedo é Charlene. Alguém que não tem o meu ideal de beleza, nem de estilo. Mas acima de tudo isso, é alguém que me causa aflição quando vejo fotografias dela. Não me parece que Charlene esteja ainda à vontade no seu papel de primeira-dama e fico sempre com a sensação que não está confortável em aparições públicas e não se tem envolvido, tanto como se calhar deveria, em causas monegascas. E isso é bem visível quando comparamos a sua postura mais fechada em aparições públicas recentes no Mónaco e mais descontraída no estrangeiro, geralmente em acontecimentos não oficiais. Se bem, que verdade seja dita, há igualmente situações oficiais em que Charlene tem uns dias mais felizes. A sua cunhada mais velha e até ao casamento de Albert e Charlene,  primeira-dama do Mónaco, a Princesa Caroline é uma mulher bastante bela, mas que transporta consigo as marcas de uma vida de sofrimento amoroso. É de todas as mulheres Grimaldi aquela que tem um porte régio, mas que facilmente pode ser confundido com superioridade e um quê de arrogância. A sua irmã Stéphanie, nunca teve a beleza da irmã e nunca teve muitos cuidados com o seu visual. Também ela carrega o peso de relações falhadas e a perda da mãe, a Princesa Grace num acidente de viação no qual esteve envolvida. No entanto, é uma pessoa que está bem consigo própria e pelo estilo de vida simples e descontraído que resolveu adoptar.
Em relação à segunda geração, muito se fala da beleza da filha mais velha da Princesa Caroline. Charlotte (1986) é vista como uma sucessora da mãe e da avó em termos de beleza. Pessoalmente não nego a beleza de Charlotte, mas penso que nada tem a ver com Grace Kelly. Além disso, mais uma vez, a sua postura de Diva não me convence de todo.
Por outro lado é uma lufada de ar fresco ver as filhas de Stéphanie.
Pauline Ducret (esquerda) e Camille Gottlieb (direita)

 Camille Gottlieb (esquerda) e Pauline Ducret (direita) 
Pauline Ducret (1994) e Camille Gottlieb (2008) encantam em cada rara aparição. Quer pela beleza quer pela simpatia e cumplicidade que as une. Todas estas fotografias foram tiradas na 37ª Edição do Festival de Circo de Monte-Carlo, do qual a Princesa Stéphanie é patrona.

Pauline Ducret

 Camille Gottlieb


Não são princesas, aliás nem a prima Charlotte o é, mas são, na minha modesta opinião, o que o Principado do Mónaco tem de mais belo de momento.

Comentários

  1. Princesa e Grace Kelly,o resto( em qualquer familia real) e tentativa...

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares