sexta-feira, 1 de junho de 2012

Crianças hoje. Monarcas amanhã

Ser criança é um estado de alma. É um direito. É uma fase mais ou menos longa...
Segundo um livro que li, "a infância não é uma fase que começa quando nascemos e acaba quando colocamos de lado brinquedos e atitudes infantis. A infância é o Reino onde ninguém morre..."
Extrapolando esse reino que é a infância para os Reinos que existem de facto, o que vemos?
Vemos crianças cujos nascimentos foram celebrados com salvas de canhão, cuja vinda foi aguardada com enorme expectativa pelos meios de comunicação social e pelos súbditos em geral, crianças que ao nasceram mudaram ou estão prestes a mudar leis de sucessão regentes há centenas de anos nos seus países, surpreenderam pelos nomes com que foram baptizadas e pelas travessuras que fazem em público.
Estes herdeiros, ao contrário da geração dos seus pais, enfrentam as câmaras desde cedo, participam em acontecimentos oficiais desde tenra idade, frequentam escolas públicas, aparecem frequentemente em parques infantis com os pais e de modo mais ou menos privado com culturas e tradições à parte, sabem bem o que os espera.
Ao contrário da maioria dos seus pais, são fruto não de casamentos arranjados, mas sim de autênticos contos de fadas entre príncipes e plebeus que fizeram as delicias de milhares de pessoas nos últimos anos. Talvez por isso, olhando para os segundos na linha de sucessão a alguns dos principais tronos, é-me impossível ficar indiferente a estas crianças. A verdade é que um dia poderei dizer que me lembro do dia em que um actual Rei ou Rainha nasceu, e do quanto eu escrevi sobre eles.
Hoje no Dia Internacional da Criança, presto homenagem desde Espanha até à Dinamarca, passado pelo distante Japão até ao exótico Marrocos, aos jovens herdeiros e futuros monarcas dos seus países.
Sendo a Infância o Reino onde ninguém morre, espero que estas crianças governem esse reino durante muitos anos. O suficiente para descobrirem quem são, antes de se tornarem aquilo para o qual foram destinados ser...

Fila de cima da esquerda para a direita: Infanta Leonor de Espanha (n. 2005), Princesa Catharina-Amália da Holanda (n.2003), Princesa Elizabeth da Bélgica (n.2001) e Princesa Ingrid Alexandra da Noruega (n.2004)
Fila de baixo da esquerda para a direita: Príncipe Moulay Hassan de Marrocos (n.2003), Príncipe Hisahito do Japão (n.2006), Príncipe Christian da Dinamarca (n.2005) e Princesa Estelle da Suécia (n.2012)


De notar que o Príncipe William do Reino Unido está, hierarquicamente, ao mesmo nível destes pequenotes.

2 comentários: